Paratleta de Itapoá conquista medalha de ouro com a Seleção Brasileira

Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

conquista paraatleta

O mesatenista paralímpico de Itapoá, Paulo Henrique Gonçalves, foi um dos paratletas que representaram muito bem o Brasil nos Jogos Parapanamericanos de Jovens 2017 disputados em São Paulo (SP) do dia 21 a 26 de março. Segundo divulgado pela Asepi (Associação Esportiva e Paradesportiva de Itapoá), PH como é conhecido, realizou um grande sonho. Individualmente, terminou na 5ª colocação da competição (que contou com a participação de atletas de outros 18 países), enquanto que nas disputas por equipe, sagrou-se campeão, juntamente com seus companheiros Gustavo Laskosky (de Joinville) e Marlisson Alfaia (do Amazonas), conquistando a medalha de ouro da competição. A final foi um jogo dificílimo em que a equipe brasileira começou perdendo, mas virou o placar para cima da Costa Rica, ficando com o título.

Logo após o feito, na noite desse domingo, dia 26 de março, familiares, amigos e membros da comunidade itapoaense organizaram uma recepção na entrada principal da Cidade, ao “jovem de ouro”. Houve uma carreata pelas ruas de Itapoá, a qual se encerrou na Pista de Skate Municipal.
Paulo Henrique nasceu em Londrina (PR), mas é itapoaense de coração, pois foi em Itapoá que deu início à sua trajetória no tênis de mesa em 2013. Na ocasião, ele representou a EEB (Escola de Educação Básica) Nereu Ramos naquela edição do Parajesc (Jogos Escolares Paradesportivos de Santa Catarina). Na primeira participação, já ficou com o vice-campeonato da modalidade e foi convocado para a seleção catarinense que disputou a paralimpíada escolar daquele ano. Ainda em 2013, PH ingressou no esporte de rendimento, graças a uma parceria com a AJTM (Associação Joinvilense de Tênis de Mesa), levando em consideração a inexistência de um clube que atendesse as necessidades para tais disputas. Por algum tempo, o paratleta conciliou as rotinas de treinamentos na cidade de Joinville e em Itapoá. Competindo pela equipe joinvilense, PH conquistou grandes resultados, como um bronze no campeonato brasileiro de tênis de mesa em 2014, que foi conquistado em Joaçaba.
Em 2015, foi fundada a Asepi e, então, Paulo Henrique Gonçalves com seus colegas também de Itapoá foi gentilmente liberado pela AJTM para compor a equipe paralímpica de tênis de mesa de Itapoá.
Hoje, o jovem de ouro concilia suas participações entre o paradesporto escolar e o de rendimento. Tanto trabalho tem trazidos importantes resultados, tantos no individual como no coletivo. PH é o atual tricampeão do Parajesc e participa frequentemente das edições das Paralimpíadas Escolares, sendo campeão em 2015 e vice em 2016. Coletivamente, ele e seus companheiros de equipe Gustavo Lakosky e Sergio Ofugi conquistaram o inédito título de campeão brasileiro de tênis de mesa por equipes para a Asepi/Itapoá. A principal recompensa foi a convocação de Paulo Henrique para a seleção brasileira em fevereiro.
Em seu Facebook, o paratleta prestou seus agradecimentos pelo feito. “Quero agradecer, primeiramente, a Deus, que me faz forte e perseverante a cada dia. À minha família, que não mede esforços para me proporcionar oportunidades para o meu crescimento pessoal e profissional, dando-me todo o apoio emocional e financeiro necessário para continuar a busca por meus sonhos. Aos amigos que com a torcida, orações e pensamentos positivos me ajudaram a seguir adiante e a vencer um obstáculo de cada vez. Aos meus patrocinadores que cuidam do meu bem estar e preparo físico. À Tathiane Kuliack do Estúdio Inspira de Pilates e Treinamento Funcional, ao Felipe Siqueira da Academia Pride Center Gym e ao Anderson Binhara da Silva do Viver Zen Acupuntura. Aos técnicos da Seleção Paralímpica Brasileira Paulo Molitor, Raphael Moreira e Alexandre Ghizi, que com seus treinamentos e orientações, pude alcançar mais do que esperava de mim mesmo. Ao Israel Pereira, pela motivação e, também, aos meus técnicos Alan Rezende e Sergio Ofugi, que além de amigos, são meus companheiros nos treinos do dia a dia. Vocês fazem parte dessa história! Espero poder contar com todos vocês, sempre. Obrigado por tudo!”.

 

Tribuna de Itapoá - Thiago Gusso
FOTOS: Facebook / Arquivo pessoal