SOS SC-417 “invade” reunião e pede obras ao governador

Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

A comissão SOS SC-417 aproveitou uma reunião em Araquari (SC) para falar diretamente ao governador Raimundo Colombo sobre o péssimo estrado da rodovia.

Também entregou um ofício em que pede providências do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra). A reunião, no dia 28, era o 27ª edição do Café com Autoridades foi organizada pela Associação Empresarial de Araquari e reuniu, além do governador, deputados e representantes de órgãos do Estado. O objetivo foi tratar dos investimentos na cidade, que fica a cerca de 60 quilômetros de Garuva, em especial as obras na BR-280, ligando ao Porto de São Francisco do Sul – Araquari.

Membros da Comissão, entre eles os vereadores de Garuva Oziel Fernandes Mattos – presidente da Câmara –, Helena Chaves, Celso Coelho, a cidadã usuária da rodovia Larissa e o vereador de Guaratuba Almir Troyner foram até lá.
Colombo falou sobre os investimentos previstos para Araquari e, após a explanação, perguntou aos presentes se alguém teria alguma pergunta a fazer. Oziel Fernandes Mattos aproveitou a oportunidade para falar dos problemas causados pela chamada Estrada de Garuva para os moradores de sua cidade, de Guaratuba e de Itapoá (SC).
No documento entregue ao governador, estão listadas uma série de reivindicações, entre elas a repavimentação da via, adequação da via para garantir acostamento dentro das normas técnicas de segurança, ciclovia no perímetro urbano de Garuva, autorização para instalação de faixas elevadas de pedestres, sinalização da via, retirada de vegetação e adequação da intersecção entre a SC-417 e o Contorno Sul.

Os membros da comissão ainda contaram ao governador que diversos ofícios já foram enviados à Agência de Desenvolvimento regional de Joinville e ao Deinfra e reclamara que “nenhuma atitude foi tomada por parte do Governo do Estado”.

O governador Raimundo Colombo demonstrou interesse na recuperação da rodovia e disse que, após contato com o Deinfra, dará uma resposta à comissão.

 

CorreioLitoral.com