É temporada para avistar baleias francas no litoral de SC

Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

baleia 23

As baleias Franca escolheram a costa catarinense em sua migração como área de reprodução, onde são facilmente avistadas da praia. O turismo de observação de baleias pode ser praticado em uma área de aproximadamente 130 km de extensão na costa catarinense abrangendo Florianópolis, Palhoça, Garopaba, Imbituba e Farol de Santa Marta em Laguna.

O turismo de observação de baleias pode ser praticado em uma área de aproximadamente 130 km de extensão na costa catarinense abrangendo Florianópolis, Palhoça, Garopaba, Imbituba e Farol de Santa Marta em Laguna.

Geralmente pares de mãe e filhote são avistados, nadando em paralelo à costa, e muitas vezes expondo a enorme nadadeira peitoral ou a cauda, ou dando impressionantes saltos fora d´água - tudo isso muito perto da praia!

Qual é a melhor época

A temporada reprodutiva das baleias francas no Brasil é de julho a novembro, mas o melhor período para observação na principal área de concentração, a APA da Baleia Franca, é entre a segunda quinzena de agosto e primeira quinzena de outubro, quando um maior número de baleias francas costuma estar na região, permanecendo por vários dias nas enseadas.

A Baleia

"Existem relatos de antigos caçadores que afirmam categoricamente ter caçado animais com mais de 18 metros de comprimento com cerca de 60 toneladas."

Antes de serem dizimadas as baleias francas foram uma das espécies de baleia mais abundantes em águas brasileiras e com caça indiscriminada desde o século XVII elas quase foram totalmente extintas.

Apesar de até hoje ainda sofrem risco de extinção sua população tem voltado a crescer graças ao trabalho do projeto Baleia Franca que com muita luta conseguiu transformar grande parte da costa catarinense em Área de Proteção Ambiental (APA) da Baleia Franca. O Projeto é mantido pela Coalizão Internacional da Vida Silvestre - IWC/Brasil com patrocínio da Petrobras e dedica-se ao estudo e proteção desta espécie de baleia ameaçada e do ambiente marinho no Brasil.

O Projeto tem sede na praia de Itapirubá em Imbituba, onde recebe visitantes e orienta interessados em observar as baleias.

A Baleia Franca (Eubalaena australis) tem como característica o corpo negro e arredondado e manchas brancas irregulares na barriga e “verrugas” geralmente acinzentadas ou branco-amareladas na cabeça. Essas “verrugas” de nascença são diferentes em cada baleia, permitindo aos pesquisadores conhecê-las individualmente e assim preservar a espécie.

Observando as Baleias Francas sem perturbar

A Lei Federal 7.643/87 e a Portaria IBAMA 117/96, além da Instrução Normativa IBAMA 102/06 que se aplica à Área de Proteção Ambiental da Baleia Franca, garantem a proteção das baleias contra perturbações indevidas. Conheça algumas das normas para observar as baleias francas sem molestá-las:

- Respeite as áreas fechadas à observação embarcada na APA da Baleia Franca (veja mapa no site do Projeto);
- Respeite as distâncias de aproximação embarcada (desligar ou colocar os motores em neutro a 100m);
- Nunca avance bruscamente na direção das baleias;
- Nunca se aproxime por detrás das baleias, nem intercepte o seu curso, mantenha-se afastado em posição lateral;
- Não separe grupos de baleias ou mães de filhotes;
- Nunca religue os motores sem avistar claramente os animais na superfície;
- Não faça ruídos desnecessários, nem jogue qualquer objeto na água;
- Não permaneça junto às baleias por mais de 30 minutos;
- Nunca nade em direção às baleias, o risco de acidentes é grande!

Dicas para uma boa avistagem

Para ver as baleias a partir de terra, procure locais elevados e leve binóculos (10x50 são os melhores). Se embarcado, siga as normas acima para não perturbar as baleias, assegurando sua presença por mais tempo. Previna-se contra o frio
e os ventos com roupas adequadas. Conheça e respeite a cultura das comunidades locais. Informe-se junto ao Projeto Baleia Franca sobre operadores de ecoturismo recomendados.


Leia e Saiba mais no site do Projeto Baleia Franca (www.baleiafranca.org.br)

 

http://www.guiadepraias.com.br

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar