Binário da rua Santa Catarina com a São Paulo será ampliado no final de semana

Avaliação do Usuário

BINARIO SC

Os agentes de trânsito estarão no local para orientar os motoristas.

 

O binário da rua Santa Catarina com a rua São Paulo será ampliado e estará em pleno funcionamento a partir do dia 18 de março.

O trecho da rua São Paulo passará a ser mão única também no trecho da rua Augusto Schmidt até a rua Barra Velha (sentido Norte). A rua Santa Catarina, por sua vez também passará a ser mão única da rua Barra Velha até a rua Augusto Schmidt (sentido Sul).

A rua Barra Velha fará a ligação da rua São Paulo para a rua Santa Catarina e a rua Augusto Schmidt fará a ligação da rua Santa Catarina para a São Paulo.

O Detrans irá implantar as mudanças de sinalização vertical, horizontal e semafórica nas vias, na noite de 17 de março, sexta-feira, e no sábado, dia 18. Há possibilidade das obras de sinalização seguirem durante o domingo, dia 19. Os agentes de trânsito estarão no local para orientar os motoristas.

Esta é mais uma etapa da implantação do binário da rua Santa Catarina com a rua São Paulo. O objetivo é melhorar a fluidez e segurança no trânsito.

Em caso de chuva a implantação será prorrogada no final de semana seguinte.

 

A NOTÍCIA

Servidores definiram pauta e paralisam dia 15

Avaliação do Usuário

A assembleia dos servidores de Joinville deflagrou na noite desta segunda-feira, por unanimidade, a paralisação da categoria na quarta-feira (15/3), contra a Reforma da Previdência que tramita com urgência no Congresso e atinge diretamente os servidores.


Os servidores também decidiram a pauta de reivindicações que será apresentada à Prefeitura na Campanha Salarial deste ano. Ela inclui a revisão dos vencimentos pelo INPC acumulado no período entre 1º de maio de 2016 e 30 de abril de 2017; reajuste de 5%, de modo a recuperar parte das perdas salariais históricas da categoria; equiparação do valor do vale-alimentação ao valor pago na CIA. Águas de Joinville (R$ 680,68), entre várias outras pautas de caráter econômico e social. A pauta será entregue ao prefeito Udo Döhler com a solicitação de abertura da mesa de negociação.

Dia 15 de março

A paralisação será de um dia inteiro e inicia com uma importante atividade pública contra a Reforma da Previdência, às 9 horas, na Sociedade Ginástica, com informe de Serge Goulart, jornalista e autor do livro Devolvam a Nossa Previdência.

Nesta data, categorias de todo o país estarão paradas, atendendo ao chamado de suas centrais sindicais. A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) chama greve por tempo indeterminado a partir desse dia. No final da manhã do dia 15, os servidores de Joinville decidirão sobre adesão a este movimento.

Na assembleia desta segunda, o presidente do Sinsej, Ulrich Beathalter, explicou os impactos da Reforma da Previdência na vida de todos os trabalhadores brasileiros e ressaltou a importância da mobilização neste momento. “Temos hoje duas alternativas: ou a gente se levanta e enfrenta ou acabou a aposentadoria”, disse. “Isso é um exagero, a única forma de impedir é os trabalhadores se colocarem em marcha, como já fizeram tantas vezes na história”.

Ulrich ressaltou que ninguém mais no país poderá se aposentar antes dos 65 anos e que, para isso, será necessário contribuir ininterruptamente por 49 anos, o que torna quase impossível o acesso ao benefício nesta idade. Além disso, se todos esses critérios forem cumpridos, o valor recebido será apenas da média das contribuições. As mulheres são especialmente atacadas, já que elas passam a ter a idade mínima igualada. Os professores perdem a aposentadoria especial e a regra de transição para quem tem mais de 50 anos também retira direitos. Além disso, a idade mínima de 65 anos aumentará atrelada ao aumento da expectativa de vida. Todas as regras valem para os trabalhadores do setor público, que deixarão ainda de ter seus benefícios vinculados aos reajustes concedidos aos servidores ativos. “A Reforma da Previdência é o fim da aposentadoria, independente do regime de previdência em que estamos integrados”, explicou o presidente do Sinsej, Ulrich Beathalter.

Todos os movimentos sociais, entidades sindicais e do movimento estudantil da região, bem como toda a comunidade, estão convidados a somarem-se à luta.

 

SINSEJ

Obras do Contorno de Garuva estão em andamento

Avaliação do Usuário

 

As obras de pavimentação do Contorno de Garuva foram retomadas depois de o Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra) conseguir na justiça a imissão de posse dos terrenos que ainda demandam desapropriação. A rodovia recebe investimento acima de R$ 30 milhões do Governo do Estado. Dos nove quilômetros estão pavimentados sete, sendo utilizados pela comunidade.

Para a obra ser entregue a comunidade tem três pontos que ainda demandam serviços. “Iniciamos o tabuleiro para fazer a ponte sobre o rio Sete de Voltas, estão sendo feitos os acabamentos no viaduto com regularização junto a Litoral Sul e, na parte próximo da rodovia SC 417, estamos fazendo serviços de terraplanagem em uma área com detonação de rochas”, explica o engenheiro do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra) Rodney Heyse. Em percentuais gerais está concluída em 88%.


O Contorno de Garuva será destinado ao trânsito de caminhões pesados para desafogar o tráfego que passa pelo Centro, em Garuva. A rodovia inicia na BR-101 e segue até a localidade de Palmital, onde faz interseção com a SC 417.


Ana Paula Keller
Jornalista MTE 005206/SC
Assessora de Comunicação - ADR - Joinville

Chuva interdita trecho da BR-376

Avaliação do Usuário

prf-interdita-trecho-sul-da-br-376-1-825x509

Atenção motoristas! chuva interdita trecho da BR-376.

Polícia Rodoviária Federal recomenda que motoristas busquem caminhos alternativos.


Os motoristas que transitam pelo litoral devem ficar atentos a uma interdição total da pista no sentido sul na BR-376, região da divisa entre Paraná e Santa Catarina, que vai do quilômetro 681, em Guaratuba até o quilômetro 0,3 da BR-101. A recomendação da Polícia Rodoviária Federal (PRF) é para que busquem caminhos alternativos.

De acordo com informações da PRF, o asfalto do trecho foi danificado pelas chuvas que atingiram o local entre a noite deste sábado (11) e a madrugada deste domingo (12). A força da água causou fissuras e afundamento na rodovia. Segundo a PRF, ainda não há previsão de liberação do trecho, pois o reparo deve levar duas semanas. A ideia é possibilitar a conclusão dos trabalhos antes do feriado de Carnaval.

O fluxo está sendo desviado pela pista sentido norte. Por volta das 14h45, a PRF informou que não havia fila no sentido sul. Mas no sentido norte, o congestionamento chegava a quatro quilômetros, emendando com a fila da praça de pedágio em Garuva (SC).

 

Tribuna Paraná

Foto:  PRF - Não há previsão de liberação do trecho. Reparo pode levar um mês.

Defesa Civil envia ajuda humanitária para Joinville

Avaliação do Usuário

A Secretaria de Estado da Defesa Civil destinou para famílias de Joinville itens de assistência humanitária. São 115 colchões de solteiro e 58 de casal; 41 kits de limpeza e 41 cestas básicas para as pessoas afetadas pelas chuvas na última semana de janeiro. Os produtos estão no centro de recebimento e distribuição montado no Santuário Sagrado Coração de Jesus, no bairro Bucarein. A entrega está sendo feita por equipes da Prefeitura de Joinville que mantém uma lista de pessoas cadastradas junto a Secretaria de Assistência Social. Todos os itens foram adquiridos com recursos do Fundo Estadual da Defesa Civil (Fundec) e totalizam R$ 35 mil.

 

Ana Paula Keller
Jornalista MTE 5206/SC
ADR - Joinville