Estado registra série de ataques contra agentes e bases de segurança

Avaliação do Usuário

Centro Administrativo é alvo de tiros em noite com 14 ataques em SC.

 

O Centro Administrativo do Governo do Estado foi um dos alvos dos ataques que atingiram agentes públicos e bases do governo entre a noite de quinta (31) e madrugada desta sexta-feira (1). Dois homens em uma motocicleta fizeram 10 disparos de pistola 9 milímetros contra a guarita da PM instalada na unidade, próxima à rodovia Virgílio Várzea. O único policial que estava no local não foi atingido.

Considerando os tiros disparados contra o Centro Administrativo, a polícia registrou pelo menos 14 ataques na última noite. As investidas de criminosos contra o Estado voltaram a ocorrer no dia 11 de agosto, quando um policial militar foi morto em Florianópolis.

Sete dias depois, um agente penitenciário foi morto a tiros em Joinville. Na última segunda-feira, um PM também foi assassinado em Joinville. A última morte ocorreu na noite de quarta-feira, em Camboriú, quando outro policial da reserva foi executado.

Os ataques da madrugada iniciaram em Joinville, por volta de 18h30min, quando um sargento da PM foi ameaçado com uma arma de fogo. Meia hora depois, uma viatura da polícia foi incendiada em Criciúma.

Em Balneário Camboriú, um coquetel molotov foi arremessado no prédio do Instituto Geral de Perícias. Em Balneário Rincão, no Sul do Estado, uma base da PM foi incendiada. Em Palhoça, na Grande Florianópolis, criminosos atiraram contra um sargento da PM.

Confira os atentados registrado até a madrugada:

Data: 31 de agosto, às 18h30min
Local: Joinville
Ocorrência: Policial militar foi ameaçado com arma de fogo por dois homens que passaram em frente a sua residência.

Data: 31 de agosto, às 19h
Local: Criciúma
Ocorrência: Viatura que estava em uma oficina terceirizada foi incendiada.

Data: 31 de agosto de 2017, às 21h30min
Local: Balneário Camboriú
Ocorrência: Coquetel motolov foi arremessado no prédio do Instituto Geral de Perícias.

Data: 31 de agosto, às 21h40min
Local: Criciúma
Ocorrência: Pneus foram incendiados em via pública.

Data: 31 de agosto, 23h40min
Cidade: Criciúma
Ocorrência: Ponte de madeira que liga os bairros Meller e São Francisco foi incendiada. O local foi interditado pelos bombeiros.

Data: 31 de agosto, 23h40min
Cidade: Balneário Rincão
Ocorrência: Dois homens em uma motocicleta arremessaram um artefato em uma base da PM. As chamas foram contidas pelos moradores.

Data: 31 de agosto, 23h40min
Cidade: Palhoça
Ocorrrência: Um motociclista efetuou disparos de arma de fogo contra um sargento da PM. Um dos tiros acertou uma vidraça. O policial não ficou ferido.

Data: 1 de setembro, às 00h10min
Cidade: Florianópolis
Ocorrência: Dois homens em uma motocicleta fizeram 10 disparos de pistola 9mm contra a guarita da PM na rodovia Virgílio Várzea, na entrada dos fundos do Centro Administrativo do Governo do Estado. O único policial que estava no local não foi atingido.

Data: 1 de setembro, às 00h20min
Cidade: Florianópolis (bairro Monte Verde)
Ocorrência: Dois homens em uma motocicleta atiraram contra uma base da PM. Foram aproximadamente oito tiros de calibre 380.

Data: 1 de setembro, às 00h26min
Cidade: Criciúma
Ocorrência: Dois homens atearam fogo na prefeitura. Eles quebraram uma janela e invadiram o local. O vigia conteve o fogo, mas uma das salas ficou destruída.

Data: 1 de setembro, às 00h29min
Cidade: Balneário Arroio do Silva
Ocorrência: Criminosos atiraram contra uma delegacia.

Data: 1 de setembro, às 2h10min
Cidade: Balneário Gaivota
Ocorrência: Base da PM foi incendiada.

Data: 1 de setembro, às 4h30min
Cidade: Camboriú
Ocorrência: Dois homens em uma moto renderam o vigilante da secretaria de obras da prefeitura. Eles abriram o tanque de um carro, quebraram o vidro e atearam fogo no veículo.

Data: 1 de setembro, às 4h30min
Cidade: Navegantes
Ocorrência: Um carro foi incendiado no bairro São Domingos. O veículo Nissan Tiida estava estacionado na rua. Testemunhas disseram ter visto um homem sair correndo no momento em que começaram as chamas. Incêndio foi controlado pela polícia.

 

Diário Catarinense

Criminosos armados atacam quatro ônibus e deixam feridos na BR-376

Avaliação do Usuário

Ação ocorreu na noite desta quarta-feira (30) no trecho entre Joinville e Curitiba.

 

Três ônibus de turismo e outro de linha foram alvo de criminosos, no km 639, da BR-376, entre Joinville e Curitiba, na noite desta quarta-feira (30), na altura da cidade de Tijucas do Sul (PR). O ataque provocou acidente, troca de tiros, deixou feridos e causou congestionamento. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, pelo menos seis suspeitos participaram da ação. Durante a abordagem foram efetuados disparos que atingiram a escolta, uma ambulância e um carro que seguia na rodovia. Um dos motoristas levou um tiro de raspão. Outros dois passageiros foram agredidos.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal, os suspeitos teriam simulado a contratação um frete de um caminhão-guincho até Santa Catarina, e na altura do retorno de Tijucas do Sul foi anunciado o assalto e o motorista do guincho teria sido obrigado a pegar o retorno sentido Curitiba.

Ao chegar no km 640, o guincho teria abalroado um dos veículos que realizava a escolta dos ônibus. Em paralelo, outros indivíduos teriam atirado nos para-brisas dos ônibus, obrigando-os a parar. Foram disparados também tiros contra uma ambulância e veículos que seguiam na rodovia. Dois bandidos entraram nos três ônibus de turismo, efetuaram uma série de disparos e roubaram dinheiro dos passageiros. O quarto ônibus, de linha interestadual, teve a chave roubada, mas os passageiros não tiveram seus pertences levados.

A PRF informou que um passageiro e um dos motoristas receberam coronhadas dos suspeitos, e uma pessoa foi baleada. No entanto, os policiais não souberam informar a gravidade das lesões. As vítimas feridas foram levadas ao Hospital Cajuru, em Curitiba.

Segundo informações de motoristas que seguiam pelo trecho, um veículo foi encontrado incendiado às margens da rodovia, próximo ao posto Rudnik. A quadrilha usou na fuga um automóvel Mobi branco e uma SUV prata.

A BR-376 chegou a ficar totalmente fechada durante duas horas em Tijucas do Sul, também no sentido Curitiba. A rodovia é a principal ligação entre o litoral catarinense e a capital paranaense.O bloqueio da via causou congestionamento de 14 quilômetros. De acordo com a Arteris Litoral Sul, concessionária que administra a rodovia, até as 22h40 o trânsito estava liberado por apenas uma faixa.

 

Notícias do Dia

Concurso em SC: Corpo de Bombeiros abre 300 vagas com salário de R$ 4,5 mil

Avaliação do Usuário

bombeiros 2017

O Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina abriu inscrições nesta terça-feira (1º) para o concurso de seleção de novos soldados. São 300 vagas e as inscrições vão até o dia 31 de agosto. Durante o curso de formação, o salário será de R$ 3.842,20. Depois do curso, passa para R$ 4.581,83. O edital está disponível neste link: https://www.objetivas.com.br/arquivos/2017/08/m8YyQ2Dx6j_edital.pdf.

São 18 para mulheres e 282 para candidatos do sexo masculino. Para ingresso na corporação, os candidatos devem ter entre 18 e 30 anos (completados no máximo até dia 31 de agosto), curso superior em qualquer área, boa saúde física e psicológica e ser aprovado em todas as fases do concurso.

Depois de selecionados, os candidatos passam por um período de formação no Centro de Ensino Bombeiro Militar na Capital, antes de assumirem as funções de soldados nas unidades de Bombeiro Militar. A destinação das vagas acontecerá durante a formação dos candidatos. O valor da inscrição, que pode ser feita neste link: https://www.objetivas.com.br/concurso/1639/corpo-de-bombeiros-militar-sc-2017/ , é de R$ 150.

 

Com informações do Diário Catarinense.

Foto: Corpo de Bombeiros / Divulgação

Traficante pagava propina para funcionários de porto catarinense

Avaliação do Usuário

O maior traficante da América Latina subornava servidores públicos de Santa Catarina e funcionários do Porto de Itajaí para facilitar o “escoamento” de drogas para Europa. A suspeita da Policia Federal foi revelada na edição deste domingo do jornal O Globo. A reportagem de duas páginas registra a prisão de Luiz Carlos Rocha (Cabeça Branca) no início de julho e afirma que ele é movimentou mais de R$ 1,2 bilhão nos últimos 20 anos.

Segundo a Polícia Federal, “Cabeça Branca” pagava propina para servidores públicos de cinco estados, inclusive Santa Catarina. Há “suspeita” de que funcionários dos portos de Santos (SP) e Itajaí (SC) também recebiam para “facilitar” o escoamento da droga para Europa. Preso em Sorriso (MT) e cumprindo pena na prisão federal de Catanduvas (PR) desde 4 de julho, o traficante tem patrimônio calculado pela PF em US$ 100 milhões (cerca de R$ 325 milhões). Comparados com “Cabeça Branca”, Marcola e Fernandinho Beira-Mar podem ser considerados traficantes “pés de chinelo”, destaca a reportagem de O Globo.

Navegantes

O Porto de Itajaí é citado na reportagem, mas nos últimos dois anos as maiores preensões de cocaína ocorrerem no Terminal Portuário de Navegantes. Em 2016, foram três toneladas, sendo que uma das apreensões, em outubro, descobriu 1.096 kg da droga que seriam embarcadas em um container. Em janeiro de 2017, também em Navegantes, foram descobertos 370 kg que embarcariam para Bélgica.

Itapoá

Outro terminal marítimo onde a Receita Federal descobriu carga clandestina de cocaína é o de Itapoá, onde em 24 de janeiro deste ano foram apreendidos 645 kg que teriam como destino a Bélgica. Não há nenhum registro na imprensa catarinense sobre apreensão de drogas no “Porto de Itajaí”´

 

Luís Veríssimo - Notícias do Dia

PRF suspende serviços por falta de dinheiro

Avaliação do Usuário

A Polícia Rodoviária Federal vai suspender temporariamente alguns serviços devido a contingenciamento orçamentário, informou o órgão, em nota, na manhã de hoje (5). Entre as medidas estão o desativamento de unidades operacionais, a suspensão imediata de resgates e policiamento aéreo e a redução de patrulhamento terrestres.

Além disso, a partir de amanhã (6), serão suspensos os serviços de escolta em rodovias federais. O serviço é prestado, entre outros, a veículos com cargas superdimensionadas. O horário de funcionamento das unidades administrativas será alterado, com prioridade de atendimento ao público das 9h às 13h. As superintendências regionais divulgarão novos horários de funcionamento.

A PRF informou que o cronograma de desativação de unidades operacionais se dará conforme planejamento e adequação regional.

As medidas foram tomadas devido ao contingenciamento estabelecido no Decreto 9.018/2017, que dispõe sobre a programação financeira e orçamentária do Poder Executivo para este ano. O contingenciamento, de acordo com a PRF, resultou em limitação para aquisição de combustível e pagamentos de manutenção e diárias.

Segundo nota divulgada pelo órgão, as medidas foram selecionadas de modo que impactem o mínimo possível as atividades. A PRF vai priorizar o atendimento de acidentes com vítimas, auxílios que sejam de competência exclusiva da PRF e enfrentamento a ilícitos.

A Polícia Rodoviária disse que, em conjunto com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, está "em tratativas com o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão para que se tenha uma célere recomposição do orçamento e consequente reestabelecimento dos serviços e normalização da atuação da instituição".

Na semana passada, também devido ao contingenciamento orçamentário, a Polícia Federal suspendeu a emissão de novos passaportes. A medida vale para quem tentou fazer a solicitação depois das 22h do dia 27.

De acordo com a PF, o setor atingiu o limite de gastos previstos na Lei Orçamentária da União. Ontem (5), a Comissão Mista de Orçamento (CMO) do Congresso aprovou projeto de lei que libera R$ 102,3 milhões para que o órgão possa retomar o serviço. A matéria precisa ainda ser aprovada pelo plenário do Congresso, o que deverá ocorrer ainda nesta semana.

 

Agência Brasil