Pizzas de Nápoles fazem sucesso em Curitiba

Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

pizzadenapolesFarinha italiana e longa fermentação natural: os segredos do Armazém Colônia para produzir a pizza mais leve e saborosa do mundo, a Pizza de Nápoles

 

Quem já comeu uma fatia de pizza e ficou "explodindo"?  Certamente, se isso já aconteceu com você, sabe do que estamos falando. O brasileiro é um dos maiores apreciadores de pizzas do mundo: somente em São Paulo, capital, são produzidas diariamente cerca de 1,2 milhão de pizzas. É um dos principais produtos consumidos pelos brasileiros.

Mas nem só de alegria vive o mundo das pizzas, diz Mauro Sfair, proprietário do restaurante Armazém Colônia, em Curitiba (140 km de Itapoá). "Eu fiquei anos sem poder comer pizza, pois cada vez que me aventurava, ficava a noite inteira "conversando" com a pizza, disse Sfair. "A partir daí abandonei o hábito e tirei a italiana da minha dieta".

Mas, ao descobrir que é possivel comer pizzas sem ficar "espocando", Mauro resolveu estudar o assunto e levou a sério: foi atrás do segredo por trás das pizzas de Nápoles, ao ser orientado pelo consultor Jaqueson Dichoff, um dos principais pizzaiolos da América Latina, premiadíssimo, e que morou em Nápoles por muitos anos onde teve o prazer de se especializar no assunto e hoje faz sucesso por onde passa. Dele é, por exemplo, a idéia da Rotolina - uma pizza enroladinha, cortada como sushis, que o Armazém Colônia serve como entrada - nos sabores abobrinha, calabresa e linguiça blumenau.

"A partir da descoberta da farinha 00 (classificação italiana das pizzas é por números), foi maravilhoso ter o contato com a massa legitimamente napolitana, que é composta por água, farinha e sal. Os napolitanos levam a sério o alimento que inventaram em 1700 e hoje é considerado Patrimônio Imaterial da Humanidade".

Além da massa ser produzida com farinha italiana, outro ítem importante é a fermentação longa e natural, o que se traduz em um sabor sem igual. "Em Nápoles, a pizza é considerada alimento e não lanche", disse Mauro, que aposta também na pizza como almoço exatamente da forma como é considerada em Nápoles, pois a leveza do alimento permite uma digestão tranquila. O Armazém Colônia abre todas as noites, e após o carnaval, também aos domingos, das 18 as 23h, e fica na Vicente Machado, 1168, na capital do Paraná

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar